Follow Us

O quebra cabeça da alma

O quebra cabeça da alma
-Como posso pensar em melhorar se estou toda quebrada por dentro ?
-Huuum, te entendo, sei o que você está sentindo.
É como essas pedras no meu rim, são pedaços de coração partido que caíram no buraco certo.
 
-Buraco certo ? buraco errado você quis dizer, não doeu muito ?
 
-Não não, caíram no lugar certo, na hora certo, e sim doeu o inferno !
 
Mas é justamente por isso. A gente somente se volta para dentro quando dói.
 
A gente só olha para os detalhes quando a dor nos mostra que algo não vai bem.
 
Você vai ao dentista fazer prevenção ou corre quando a família te empurra para la quando não aguenta mais ouvir seus gritos ???
 
-Pois….
 
-Mas entenda…
Todos nos nascemos quebrados, com o coração e com a alma em pedaços e nossa jornada pela vida é justamente aprender a consertar, a remontarmos-nos como um puzzle, sabe ?
 
-Sei sim, os quebra cabeças que tem vários pedaços e que se juntarmos fazem um quadro ou uma foto.
 
-Exatamente.
Alguns de nos são como puzzle de criança, de poucos pedaços e de que não se demora muito para entender o desenho, outros vem com milhares de peças para juntar e parece que nunca se chega ao fim.
 
Acontece que temos tanta vontade de amar e tanta ansiedade de sermos felizes que queremos terminar o quebra cabeça a todo custo, e assim, as vezes, juntamos peças erradas, fazemos força para encaixar uma que não combina com outra, para poder ver a linda imagem que todas elas formam.
E de longe, até que fica bonito!
 
Mas, vez ou outra, a vida aproxima nossos olhos tão perto que percebemos as falhas e os espaços, que vemos que uma peça não está bem aconchegada à outra. E pensamos que o que parecia legal, poderia ser muito mais bonito ainda. E logo mais, o universo nos arrasta o pé e derrubamos o puzzle que explode, novamente em milhares de pedaços que se espalham pelo chão.
 
-Rapaz ! que raiva, que nervos, que medo de ter que refazer tudo !
 
-Mas veja, quando o desenho é simples, quando a alma é pequena, não dá trabalho refazer !
 
Pois a vida é assim. Ela nos obriga a nos desfazer, a explodir nossas crenças, nossas certezas, nossos confortos para que possamos remontar o puzzle, com mais tempo, mais paciência, ajeitando cada pecinha no seu lugar certo, repetidamente até que cada uma esteja perfeitamente confortável ao lado da outra.
Cada vez que sofremos, que nos nos sentimos destruídos, é na verdade uma oportunidade que o universo nos da para que possamos nos reconstruir, e que possamos revelar ao mundo a linda pintura que retrata a absoluta beleza da nossa alma perfeita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *